Seguir o Scrum À Risca Não Significa que Você Está Entregando Valor

Páre agora de ficar obcecado com a mecânica exata do Scrum

Fonte: Pixabay

Dizem por aí que os Scrum Masters adoram falar sobre Scrum como se fosse a solução para tudo (por favor, não me inclua nisso). Então quer dizer que dominar o Scrum e a entrega de valor são essenciais? Eu ousaria fazer uma provocação e argumentar o oposto. Quando você fica obcecado em aperfeiçoar o Scrum, nunca entregará valor.

Convido você a embarcar num experimento mental…. Imagine que você trabalha em um Time de Scrum que executa o Scrum com perfeição, igualzinho está no Guia do Scrum. Tanta perfeição que Ken e Jeff não conseguiriam conter as lágrimas de alegria se testemunhassem nossa equipe imaginária em ação.

Você está na reunião de Revisão da Sprint do imaculado Time de Scrum, e ninguém se surpreende quando ele apresenta o seguinte:

  1. Há um incremento de produto que atende à meta da Sprint.
  2. O incremento do produto atende à Definição de Pronto.
  3. Há um progresso significativo em direção ao objetivo do produto.

Todos os participantes da reunião da Revisão da Sprint estão em êxtase. E lá vem a pergunta de um milhão de dólares: o Time de Scrum entregou algo de valor?

Pense muito sobre isso. Aqui vai uma pergunta complementar para ajudar: o que o Scrum oferece para garantir que você gere valor?

Aqui estão mais algumas dicas. Pensemos se o Scrum, em si, fornece respostas para qualquer uma das seguintes perguntas:

Deixa eu dar um spoiler aqui… O Scrum não fornece respostas para nenhuma dessas perguntas.

Seguir o Scrum “by the book”, mecânico, só garante que:

O Scrum ajuda você a entregar o que vocês concordaram em alcançar. Se o que você concordou em entregar importa ou não, é outra história. Como Paddy Corry disse lindamente, o “Pronto” da Definição de Pronto não significa feito. Significa pronto para feedback.

No final da Sprint, você entregou um incremento de produto que funciona, sóisso. Mas você seguiu os passos certos para aumentar sua confiança de que será valioso ou então vai validá-lo depois para garantir que é valioso?

Isso é algo em que o Scrum, por si só, tem surpreendentemente pouco a dizer, além de sugerir que é responsabilidade do Product Owner. Como o Product Owner faz isso? Não leia o Guia do Scrum em busca de respostas para essas perguntas.

Quando você implementa o Scrum de ponta a ponta, acaba se deparando com um abismo gigante de entrega de valor que você precisa pular, em que o Scrum (e a maioria dos Scrum Masters) não podem fornecer respostas. No final do dia, Scrum é lixo para dentro, lixo para fora. Se você não sabe o que precisa acontecer para garantir a entrega de valor, então sua implementação do Scrum “perfeita” perderá totalmente o sentido.

O maior obstáculo para entregar valor não é fazer Scrum certo: é cruzar o abismo de entrega de valor. Como encontrar umaforma de trabalhar que não apenas entrega algo, mas aumenta a confiança de que está entregando valor? É aqui que entra o mundo do Gerenciamento de Produtos.

O Scrum não garante que o que você está fazendo é valioso e isso é intencional. Afinal, é uma estrutura de processo propositalmente incompleta. O valor depende do seu contexto. Isso nos leva à uma próxima pergunta: quem vai ajudar a enriquecer o processo do Scrum para ele resultar na entrega de valor?

Os Scrum Masters, que não são especialistas em Gerenciamento de Produtos?

O Product Owner, o único que têm o ônus sobre o o retorno sobre o investimento do produto, mas não tem tempo para educar toda a empresa sobre como gerar valor? Os desenvolvedores, que já têm trabalho suficiente em prol de entregar um incremento de produto que atenda à Meta do Sprint?

Vamos falar menos sobre Scrum e mais sobre como podemos entregar melhor valor. Como criar Visão de Produto, Estratégia de Produto, Metas de Produto e Metas de Sprint certas não são pontos em que a maioria dos Scrum Masters são especialistas, mas é assim que o valor realmente é entregue.

Rodar o Scrum “zero defeitos” é como escrever um livro com uma gramática impecável e sem um único erro de ortografia: não garante que alguém vai querer ler. O maior obstáculo para entregar valor não é fazer o Scrum certo: é mostrar uma forma de trabalhar que otimiza a probabilidade de você entregar algo de valor aos seus clientes e à empresa.

Em outras palavras, não é sobre fazer um framework, método ou metodologia caber num determinado contexto, mas ter a perspicácia e inteligência para ler um cenário e trazer para ele o que mais gera valor para o momento. Para isso, nada como errar rápido e aprender mais rápido ainda.

Artigo originalmente escrito por Maarten Dalmijnand, traduzido ao Português e adaptado: https://medium.com/serious-scrum/doing-perfect-scrum-doesnt-mean-you-are-delivering-value-5a634f3dd642.

A truly Agile enthusiast! Brazilian Agile Leader, working at Invillia, a Global Growth Framework connected by developers, engineers, makers, and dreamers.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store